Uma Outra América do Sul: Suriname, Guiana e Guiana Francesa


Os três países localizados ao norte da América do Sul (Guiana Francesa é um departamento ultramarino francês, mas, para simplificar, vamos utilizar vulgarmente o termo país ou nação neste texto) constituem um grande contraste com o resto do continente.

O espanhol é a língua dominante do continente, com exceção do Brasil, que, obviamente, fala português. A primeira diferença está aí apresentada, a Guiana (já foi chamada de Guiana Inglesa) tem o inglês como idioma principal, o Suriname (antiga Guiana Holandesa) fala holandês e a Guiana Francesa, tem como idioma dominante o francês.

Na verdade, os outros países sul-americanos tem entre si uma interligação maior, além dos blocos econômicos, conversas diretas entre tais nações são comuns. As Guianas (incluindo Suriname) acabam sendo isoladas de tais relacionamentos, criando um grande abismo cultural, visto que isso é claramente mostrado na religião, o hinduísmo, por exemplo, é a crença de 27% dos surinamitas, boa parte destes, descendentes de indianos, por isso, o hindi também é um idioma bem difundido, além do indonésio.


As cidades são pouco populosas, Georgetown, capital da Guiana, é a maior, com cerca de 300 mil habitantes, seguido por Paramaribo (Suriname), com 250 mil e Caiena, com pouco mais de 60 mil. A Guiana inclusive tem uma população total de 950 mil habitantes, Suriname de 560 mil e a Guiana Francesa de 222 mil habitantes.

Os dados sociais tem destaque para a Guiana Francesa, com um IDH elevado de 0,862. Suriname e Guiana tem IDH's de 0,684 e 0,638, respectivamente.

Economicamente, todas tem o setor primário como o principal, no Suriname, por exemplo, temos de destaque a Bauxita e na Guiana Francesa a pesca e também a matéria prima do alumínio. O Centro Espacial de Kourou (Guiana Francesa) também tem impulsionado a economia do lugar. A moeda dos guianenses é o Dólar, do Suriname é o Florim e a Guiana Francesa o euro.




Fernando Soares
Fernando Soares

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »