El Niño e La Niña


El Niño e La Niña são dois fenômenos climáticos bem distintos. Ambos acontecem no oceano Pacífico e trazem consequências diferentes dependendo do lugar.

EL NIÑO

O El Niño nada mais é que um aquecimento anormal das águas do oceano Pacífico na costa oeste da América do Sul. Ficou conhecido por este nome pois os pescadores da região do Peru começaram a perceber queda de produção na pesca (por conta do aquecimento das águas) na época do natal, daí surgiu "El Niño", em português "O Menino", fazendo referencia ao menino Jesus.

O fenômeno acontece por conta dos ventos alísios, grandes massas de ar que atravessam o Pacífico. Em anos normais, os ventos empurram porções de água para a Oceania e Leste Asiático, fazendo águas mais profundas do oceano (mais frias) para cima, para compensar o desnível feito pelos alísios. No outro lado do Pacífico, principalmente nos litorais australiano e indonésio, ocorre uma rápida evaporação das águas da superfície do oceano (que está mais aquecido), criando nuvens que são empurradas até, novamente, a América do Sul. Na época em que ocorre o El Niño, tais ventos perdem sua intensidade, o que "aprisiona" as massas de ar quente próximas a costa sul-americana, impedindo a chegada na costa leste da Ásia e Oceania e a "subida" das águas mais profundas do mar.


Com isso, há um aumento considerável nas temperaturas das águas nesta região, o que resulta em um grande "enxotamento" de cardumes, prejudicando a pesca. Além disto, por conta da mudança da rota dos ventos alísios, que interferem no clima de todo planeta, ocorre uma mudança drástica na pluviosidade, aumento nas tempestades, entre outros problemas naturais em toda a Terra.

LA NIÑA

No caso do La Niña, o que acontece é um resfriamento das águas do Oceano Pacífico, ocorrendo justamente pelo aumento dos ventos alísios, que empurram a massa de ar quente para a Oceania e o Leste da Ásia, como em anos comuns, porém com maior intensidade. Com a evaporação da águas nestas áreas, cria-se uma massa de ar fria que cai sobre o oceano próximo ao continente sul-americano.

O La Niña (A Menina) ganhou este nome por ser o oposto do El Niño (O Menino), apesar disso, as consequências não são contrárias, já que La Niña é menos agressivo que o El Niño, e suas características são iguais a de um ano comum, porém com maior intensidade.

Fonte: El Nino - La Nina
Fernando Soares
Fernando Soares

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »