A virada do ano no mundo


Presenciamos a alguns dias a passagem do ano para 2014, o ano da copa, de eleições e das Olimpíadas de Inverno. Porém, um fato bastante interessante que ocorre é que alguns lugares a virada do ano acontece mais cedo que outros, possibilitando que alguns lugares estejam em um ano, e outras regiões em outro.

Algumas cidades do oriente, como Tóquio (Japão), Sydney (Austrália), Pequim (China) e Auckland (Nova Zelândia) comemoraram no ano novo muito antes de nós.

Isso acontece, obviamente, por conta dos fusos horários. O que vem a definir de fato onde já é ano novo é a LID, ou Linha Internacional de Mudança de Data, que nada mais é que uma linha imaginária no meio do Pacífico que funciona como um limite entre um dia e outro.

Por exemplo, essa linha passa entre Alasca e Rússia, enquanto em um já é dia 1º (na Rússia), no outro lado ainda é dia 31 (Estados Unidos). A cada fuso que passa, indo para leste, temos a adição de 1h, quando passamos por essa linha, voltamos um dia.

Indo por esta linha de raciocínio, os lugares mais próximos dessa linha, porém a direita, tem a passagem de ano mais rápida, enquanto isso, os lugares mais próximos desta linha, porém a esquerda, são os últimos a virarem o ano.

Excluindo a Antártida, Nauru, ilha isolada no meio do Oceano Pacífico, pode ser considerada um dos primeiros lugares a fazerem a passagem do ano por que estão próximos a LID, porém do lado direito (lado mais próximo da Ásia).
Fusos horários. Por TimeZonesBoy - Obra do próprio, CC BY-SA 4.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=42165217
O Geografia Opinativa deseja aos leitores um ótimo ano, voltaremos com nosso fluxo de postagens comum em alguns dias. Feliz ano novo!


Fernando Soares
Fernando Soares

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »