Estados Unidos (II) - Manufacturing Belt e Sun Belt

Duas regiões destacam-se na produção industrial americana. São elas o Manufacturing Belt e o Sun Belt.
Sun Belt e Manufacturing Belt. Ilustração sobre mapa do Amiglobe. Clique para ampliar.
 
Manufacturing Belt (Cinturão Fabril)

Esta região estende-se do Oceano Atlântico até os Grandes Lagos, no nordeste americano. Compreendendo cidades importantes, como Nova Iorque e Chicago, o Cinturão Fabril concentra indústrias tradicionais, típicas da Primeira e da Segunda Revolução Industrial. Atualmente, muitas indústrias tem migrado da região, em um processo de dispersão industrial, principalmente para estados do sul e do oeste. Apesar disto, o Manufacturing Belt ainda concentra a maior parte das indústrias americanas e também vem passando por um processo de modernização, com o crescimento de indústrias de biotecnologia e robótica.

Pittsburg é um exemplo do que foi citado acima. Tradicionalmente conhecida como "cidade do aço", por concentrar um grande número de indústrias siderúrgicas, hoje a cidade tem atraído a atenção de empresas do setor da robótica. Pittsburg é uma das maiores produtoras de equipamentos robóticos fora do Japão.

Detroit, outra cidade do Cinturão Fabril, porém, segue o caminho inverso. Em seus tempos áureos, era a capital mundial do automobilismo, concentrando um grande número de fábricas do setor. Porém, após sofrer com a dispersão industrial, hoje compõe uma típica cidade do Rust Belt (Cinturão da Ferrugem), nome pejorativo dado do Cinturão Fabril.
Campus do MIT. Por John Phelan - Obra do próprio, CC BY 3.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=15550635

Boston, cidade tradicional, destaca-se como o principal tecnopolo da região. Empresas do setor eletrônico são as mais fortes do lugar, visto a mão-de-obra capacitada criada pela importante Universidade de Harvard e pelo MIT (Massachussetts Instituite Technology). O The Research Park, na Carolina do Norte, também destaca-se pelos mesmos motivos.

Sun Belt

Após o fim da Segunda Guerra Mundial (1945), seguindo uma tendência mundial, as empresas começaram a sair de regiões com grande concentração industrial para irem para regiões com menos indústrias, atraídas pela mão-de-obra barata e qualificada e pelo menor custo de produção. As regiões sul e oeste dos EUA foram as maiores beneficiadas por este processo de dispersão industrial.

Reunindo diversas indústrias típicas da Terceira Revolução Industrial, a região formou um novo grande cinturão: o Cinturão do Sol (Sun Belt), concentrando empresas do ramo da microeletrônica, biotecnologia e indústria aeroespacial.

O estado que mais destaca-se dentro do Sun Belt é a Califórnia. Na região, encontramos um imenso parque tecnológico que estende-se por quatro cidades: Palo Alto, Santa Clara, San Jose e Cupertino. O Vale do Silício, assim chamado pelo fato do silício ser o principal material usado para o funcionamento de diversos tipos de eletrônicos, foi berço para a criação de diversas empresas que hoje estão entre as maiores do mundo. Apple, Google, Facebook, AMD, NVIDIA, eBay, Yahoo!, HP e Eletronic Arts são alguns dos nomes destas grande corporações fundadas no Vale do Silício e beneficiadas com a mão-de-obra qualificada gerada pela Universidade de Stanford, em Palo Alto.

Sede do Google, em Mountain View. Por Sebastian Bergmann - originally posted to Flickr as Google Campus, CC BY-SA 2.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=5000024

Ainda na Califórnia, Los Angeles e São Francisco destacam-se com indústrias de informática e de montagem aeroespacial.

Outro estado importante do Sun Belt é o Texas. Estado do sul dos EUA, o Texas concentra indústrias de diversos ramos, destacando-se o petrolífero e a indústria aeroespacial. Na cidade de Houston está localizado um importante centro de comando de voos da Nasa, o Centro Espacial Lyndon B. Johnson. Em Austin, localiza-se um importante agrupamento de empresas do ramo tecnológico, como a IBM e a Dell.

Além dos estados citados, podemos dar ênfase também para a Flórida, importante centro turístico, tecnológico e espacial, e Washington, estado do noroeste americano, onde localiza-se a sede da Microsoft e uma fábrica da Boeing, que produz aviões para o mundo inteiro.

Fernando Soares
Fernando Soares

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »