Truste, cartel e holding

Com o capitalismo financeiro ou monopolista, as empresas passaram a se organizar de forma a obter cada vez mais mercado e lucro. Assim, foram criados novos mecanismos de fusão, cooperação e administração de empresas com o intuito de formar grandes blocos hegemônicos, estabelecendo, assim, um monopólio. Dentre tais mecanismos, podemos citar o truste, o cartel e o holding, que serão comentados abaixo.

TRUSTE

É chamado de truste a situação em que uma determinada empresa se funde com outra com o objetivo de formar uma organização mais ampla e lucrativa. Neste caso, as empresas envolvidas abdicam de sua autonomia financeira em prol de uma fusão completa.

Podemos classificar os trustes de duas formas:

Horizontais: Quando a fusão ocorre entre duas empresas de mesmo setor, acarretando em um domínio majoritário sobre o mercado. Exemplo: Sadia e Perdigão.

Verticais: Quando a fusão acontece entre empresas que comandam diferentes etapas de um processo produtivo. Exemplo: Petrobras, que realiza a extração do petróleo, o refino e a distribuição da gasolina, portanto, comandando diferentes ramos de um mesmo processo, no caso, o da produção petrolífera.

CARTEL

O cartel é uma prática financeira onde empresas do mesmo ramo fazem acordos com o objetivo de aumentar seus lucros. Neste tipo de associação, não há, ao contrário do truste, uma fusão entre as empresas envolvidas.

Um exemplo muito comum de cartel ocorre em postos de gasolina, quando postos de diferentes regiões combinam o preço do combustível para evitar a concorrência. Outro exemplo é a OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo), organização em que países como Venezuela, Arábia Saudita e Líbia usam o petróleo como arma política, regulando seu preço no mercado mundial.

Atualmente, o cartel é considerado crime na maioria dos países do mundo, mas sua ocorrência ainda é bastante comum.

HOLDING

O holding é uma empresa que tem função estritamente administrativa, não produzindo qualquer tipo de produto. Na prática, o holding adquire a maior parte das ações de um grupo de empresas e, a partir daí, começa a comandar diversas de suas decisões operacionais. Desta forma, um holding caracteriza-se por ser o núcleo de comando de um bloco empresarial, chamado de conglomerado.

Este tipo de organização empresarial é considerada um estágio avançado do capitalismo financeiro. Podemos citar como exemplo de holding a japonesa Mitsui, que controla desde empresas de produção de energia até empresas de alimentos.

Fernando Soares
Fernando Soares

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »