Como funcionam as usinas hidrelétricas, termelétricas e nucleares


Hidrelétricas, termelétricas e usinas nucleares são os tipos de usinas elétricas mais comuns no Brasil, são elas que geram a energia necessária para não nos deixar na escuridão completa. Todas as três funcionam de forma similar, precisando de um impulso (que varia entre as três), que gira uma grande turbina, acoplada a um ímã, que, em seguida, gera energia por meio de um gerador, ou bobina.

O que diferencia todas é justamente o tipo de impulso feito a turbina.

HIDRELÉTRICAS

As usinas hidrelétricas, as mais populares no país, usam a força da água para o movimento da turbina. São construídas barragens em rios geralmente já encachoeirados. A pressão da água faz o movimento, transformando a energia cinética, propiciada pela força das águas, em elétrica.

Por conta da nossa grande e rica hidrografia, o Brasil acaba por utilizar as hidrelétricas como fonte principal de energia. A maior usina deste tipo do mundo é a Itaipu Binacional, pertencente a Brasil e Paraguai.

Porém, as hidrelétricas também provocam alguns desastres ambientais. Logo, mexer em um rio, construindo grandes barragens e fazendo represas, pode inundar muitas áreas ricas em biodiversidade e até mesmo habitadas, mudando muitas vezes os cursos originais dos leitos fluviais, causando problemas em longo e curto prazo.

TERMELÉTRICAS

Uma usina do tipo termelétrica usa o calor da queima do carvão (ou outro combustível fóssil) para gerar energia. Este calor liberado aquece água no estado líquido que, por sua vez, transforma-se em vapor que movimenta a turbina. Este tipo de produção consiste na transformação de energia térmica em elétrica.


Os impactos ambientais deste tipo de usina são muito grandes. A queima do combustível fóssil, liberado na atmosfera contribuí para, além da chuva ácida, com o aumento do aquecimento global.

NUCLEAR

As usinas nucleares usam a queima de urânio para impulsionar a turbina, em um processo bem parecido com as das termelétricas. O calor vaporiza a água que, por sua vez, empurra os geradores.

O principal problema deste tipo de usina é, além da liberação de gases pela queima do urânio na atmosfera, a intensa produção de lixo atômico, este tipo de dejeto, por conta da sua periculosidade, não pode ser jogado na natureza.

Usinas Nucleares também são temidas por muitos. Fukushima (Japão) e Chernobyl (Ucrânia) foram dois grandes acidentes envolvendo este tipo de geração de energia. Vazamentos nucleares podem colocar em risco a vida de pessoas que habitam regiões próximas, aumentando inclusive a incidência de câncer nas áreas mais próximas. Sem falar que sua instalação é muito mais cara que as demais.

No Brasil, um exemplo é a Usina Nuclear de Angra dos Reis.

Também existem outras formas de geração de energia, como a Eólica e Solar, consideradas muito mais limpas e as que menos denigrem o meio-ambiente, porém estas técnicas costumam ser bem mais caras e inacessíveis.





Fernando Soares
Fernando Soares

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »