17 de dezembro de 2014

Geografia da Itália – Relevo, hidrografia, clima, vegetação e características gerais


A Itália (República Italiana) é um país localizado quase inteiramente na Península Itálica, região no centro-sul da Europa. Ao norte, faz fronteira com França, Suíça, Áustria e Eslovênia. Ao sul, é banhada pelo Mar Mediterrâneo.

Quer ser o primeiro a receber nossas atualizações? Curta nossa página no Facebook. Muito obrigado 😀

Sardenha e Silícia são as duas maiores ilhas do Mediterrâneo e pertencem a Itália. Dentro de seu território, estão localizados dois enclaves: Vaticano e San Marino.

É um dos membros da União Europeia e tem atualmente o 8º maior PIB do mundo. Entre suas principais belezas estão o Coliseu (Roma), a Torre de Pisa (Pisa) e a charmosa região da Toscana. É conhecida por ser a terra das massas e por ter sido a base de um dos maiores impérios da história: o Império Romano.

Características Gerais

Capital: Roma;

Área: 301,3 mil km²;

Moeda: Euro;

População: 60,7 milhões de habitantes (2013);

Densidade Demográfica: 199,3 hab./km²;

PIB: 2,1 trilhões;

Idioma: Italiano.

Clima

O clima italiano, em geral, é mediterrâneo, com verões quentes e invernos amenos. Costuma variar bastante de região para região.

Lugares ao sul de Florença, onde o território italiano adentra o Mediterrâneo, a influência do mesmo é muito grande, principalmente nas regiões litorâneas, onde ocorre o clima mediterrâneo típico. No interior, os verões costumam ser mais secos.

Catedral de Milão. Por Jiuguang Wang – Obra do próprio, CC BY-SA 3.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=11566236

A paisagem muda quando adentramos o norte do país, em regiões próximas aos Alpes, onde a influência mediterrânea diminui. Em cidades como Milão e Bolonha, por exemplo, costuma nevar no inverno. As temperaturas são baixas o ano inteiro.

Relevo

O relevo italiano é predominantemente montanhoso, tendo no monte Branco, com 4810 metros de altura, seu ponto culminante.

Monte Branco. Por Tinelot Wittermans – photo taken by Tinelot Wittermans (mother of Gerrit), CC BY-SA 3.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=1317

Os Apeninos são uma importante cadeia de montanhas que estende-se de norte a sul da Itália, sendo considerada a “espinha dorsal” da Península Itálica. A oeste, ela se transforma em uma vasta planície, onde estão localizadas cidades como Roma e Salerno. A leste, ele se estende de forma abrupta até o Mar Adriático.

Ao norte, está localizada a planície do Rio Pó, a maior e mais importante planície italiana.

Hidrografia

O mais importante rio da Itália é o Rio Pó, com 643 km de extensão, que nasce em Monviso e desemboca no Mar Adriático. Todos os rios da Itália, assim como o Pó, são curtos, devido ao seu território “comprido” e a posição geográfica das suas cadeias de montanhas.

Rio Pó. Por NordNordWest – Obra própria, usando:GTOPO-30 Elevation Data by USGS, CC BY-SA 3.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=3806908

A rocha calcária do fundo do leito do Rio Pó e também o derretimento do gelo das montanhas, fazem as águas serem cristalinas, propiciando belas paisagens.

Vegetação

A Itália conta com uma das floras mais preservadas do mundo, sendo modelo internacional no assunto. Nas regiões mais próximas do sul e do centro do país, a vegetação é mediterrânea típica, com grande incidência de bosques de faias.

No norte do país e nas regiões mais altas, é comum as florestas temperadas, com espécies de pinheiros e abetos, além da típica vegetação de altitude. Outras espécies que encontramos em toda a Itália são os romãs, amendoeiras, algodão, árvores de cidra, oliveiras, entre outras.

Classificado como:

Deixe uma resposta