Geografia de Portugal – Relevo, Hidrografia, Clima, Vegetação e Características Gerais

Portugal é o país mais a oeste dentro da Europa, localizado na parte ocidental da Península Ibérica, junto a Espanha. Foram nossos colonizadores e introduziram aqui sua língua e religião.

Atualmente, os portugueses são membros da União Europeia e passam por uma crise econômica, assim como outros países do continente, sendo considerado por vezes a nação mais pobre da UE.

Durante a Idade Moderna, Portugal teve seu ápice quando começou a exploração marítima, onde foram exploradores de diversas colônias na América, África e até Ásia.

CARACTERÍSTICAS GERAIS

Bandeira

Capital: Lisboa
Área: 92 mil km²
Moeda: Euro
População: 10,5 milhões de habitantes (2011)
Densidade Demográfica: 115,3 hab./km²
PIB: US$ 247,03 Bilhões
Idioma: Português

CLIMA

Por sua pequena extensão territorial, Portugal não apresenta climas muito contrastantes. Basicamente, o clima é o mediterrânico, recebendo grande influência da altitude e proximidade do mar. Na parte norte, mais próximo da Galícia (Espanha), as temperaturas costumam ser mais frias e, ao seguir ao sul, aumentam gradualmente.

A influência do Atlântico ocorre mais ao norte, onde costumam ter uma maior pluviosidade. Entrando mais a fronteira com a Espanha, há aumento da amplitude térmica e menos chuva. As neves e temperaturas negativas ocorrem nas maiores elevações, como é o caso da Serra da Estrela. Em Lisboa os verões costumam ser bem quentes.

RELEVO

Portugal tem duas regiões com relevos distintos: o norte e o centro, com predominância de planaltos e serras, entre as que destacam-se Gerês e Peneda, e o sul, com regiões mais baixas, como planícies e planaltos suaves.

O ponto mais alto do país fica na Montanha do Pico, no arquipélago de Açores, com cerca de 2.350 metros.

HIDROGRAFIA

Por conta da localização quanto a Espanha, Portugal tem a maior parte dos seus rios nascidos no país vizinho, que seguem seus leitos até o Oceano Atlântico, com exceção ao Sado (nasce na Serra do Caldeirão) e Mondego (nasce na Serra da Estrela). Os rios portugueses têm forte poder energético.

VEGETAÇÃO

Por conta do clima, Portugal é caracterizado dois diferentes tipos de vegetação. O primeiro é a atlântica, com influência do oceano, domina mais o norte do país, onde encontramos carvalhos, castanheiros, ulmeiros, entre outros. Com influência do mar mediterrâneo, o segundo elemento vegetativo fica localizado ao sul, onde destacam-se o sobreiro, pinheiros e azinheiras.

Fernando Soares de Jesus

Meu nome é Fernando Soares de Jesus, natural de Imbituba/SC, estudante do curso de graduação em Geografia na UFSC e futuro geógrafo e professor. Criei este blog ainda no Ensino Médio, em meados de 2013, com o objetivo de compartilhar e democratizar o conhecimento geográfico, desde o campo físico até o campo humano, permitindo seu acesso de maneira clara e descomplicada.

8 Resultados

  1. pedrocas disse:

    Muito obrigado
    Caro amigo 😉

  2. Ja foste disse:

    Fernando errraste feio. Qual é o rio monTengo ? esse é na russia ? Conselho: muda isso pá

  3. Thiago disse:

    Excelente blog vc consegue a informação necessária e n fica tão complexo para se entender

  4. ACJunior disse:

    Faltou informar a existência do Arquipélago da Madeira. Além disso, não existe uma ilha chamada Açores. Açores é o nome do outro arquipélago. E a ilha onde está a Montanha do Pico chama-se Ilha do Pico.

    Abraços!

  5. Jorge Ferraz Lage disse:

    Gostaria de lhe dizer que o nome Peneda é um gravíssimo ERRO E MENTIRA encomendado ao suíço Paul Choffat que Hermann LAUTENSACH corrigiu na sua obra e na sua “BIBLIOGRAFIA GEOGRÁFICA DE PORTUGAL”, conforme pode constatar em diversos posts, no meu blog «soajoemnoticiario.blogs.sapo.pt». Aliás os livros escolares de Geografia no Brasil ainda em geral na primeira metade do século passado ainda usavam. Se me puder enviar o seu e-mail muito agradecia para detalhadamente lhe explicar as aldrabices a que alguns geógrafos portugueses aderiram…

  6. David disse:

    Pais mais pobre da UE? Fonte? Vozes da minha cabeça?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *