O problema do lixo urbano


Um dos principais problemas que assola a sociedade atual é a acumulação do lixo em locais inapropriados, como por exemplo nos lixões a céu aberto, que além de serem muito prejudiciais a saúde, também contaminam a visão e deixam mau cheiro, principalmente quando localizam-se próximos a grandes centros urbanos, incomodando muito a vida das pessoas.

Por parte da saúde, o lixo descartado em lugares impróprio lançam na atmosfera gases tóxicos e também, por meio do chorume, líquido que é resultado do acúmulo de resíduos orgânicos que, em contato com os lençóis freáticos, contaminam a água que muitas vezes alimentam nascentes de rios e lagos, transformando-as em impróprias para o consumo.

A solução para tais problemas variam de acordo com o tipo de resíduo. A reciclagem é a saída para materiais que podem ser reaproveitados, como é o exemplo do plástico e do papel. É importante destacar que, nestes casos, o primeiro passo deve ser dado por nós mesmos. Separar o lixo orgânico dos inorgânicos é fundamental para o processo de reciclagem. Materiais como garrafas PET e latas de alumínio são grande fontes para o reaproveitamento.


Em outros casos, como o lixo hospitalar, este que pode trazer sérios riscos a saúde em curto prazo, deve ser incinerado, além de passar por diversos processos, assim tirando totalmente o risco do estrago ambiental que tais produtos fazem na natureza.

Para reduzir o número de lixões a céu aberto, existem algumas alternativas, inclusive algumas que já são amplamente empregadas em alguns países. Os aterros sanitários, que consistem no soterramento do lixo, além do tratamento do chorume e de todo um cauteloso processo para prevenir a ida de materiais poluentes aos lençóis freáticos são uma saída.

Então, já sabemos que o primeiro passo deve ser dado por você, exemplos nas mídias sobre isso é o que não faltam. Reclamar sempre da falta de amparo de órgãos públicos não resolve nada, pois se cada um fizer a sua parte desde cedo, com a reciclagem de resíduos domiciliares, nosso mundo poderá transformar-se em um local muito mais agradável para se viver.

Fernando Soares
Fernando Soares

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »