Salar de Uyuni, o maior deserto de sal do planeta

A América do Sul é um continente que guarda grandes paisagens naturais, entre elas, como já mostramos aqui, o Atacama, o deserto mais árido do mundo, localizado no Chile. Desta vez, vamos descobrir um pouco mais sobre outro deserto, mais o precisamente um deserto de sal (salar), considerado o maior do mundo. É o Salar de Uyuni, que fica entre Potosí e Oruro, na Bolívia.

Com seus mais de 10.500 quilômetros quadrados, Uyuni já foi antes um grande e profundo lago, que, ao secar, deixou uma longa camada espessa de sal, formando assim o conhecido salar. Está localizado em um planalto, em aproximadamente 3.600 metros de altitude, próximo ao início a Cordilheira dos Andes.

Vista por satélite do salar

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

As temperaturas, diferente de um deserto comum, são bem amenas ao dia, na noite, frio predomina, atingindo temperaturas de -10º C. Também é possível encontrar “ilhas” de terra firme no meio da imensidão de sal, são pequenas elevações que são aproveitadas como ponto de parada para muitos aventureiros.

Entre a fauna diversificada, encontramos flamingos e raposas avermelhadas, além de pássaros característicos. Cactos verticais e finos também são vistos.

Uma atração a parte do salar é a Laguna Colorada, localizado um pouco mais ao sul, o lago apresenta cores   avermelhadas por conta da coloração de diferentes tipos de algas, é muito comum encontrar os flamingos nesta área.

Por I, Luca Galuzzi, CC BY-SA 2.5, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=1810796

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Uyuni é também rico em lítio, sendo muito comum a extração do mesmo na região. O material é apontado como um futuro substituto do petróleo, algo muito atrativo não só a Bolívia como a todo o mundo.

Share

Meu nome é Fernando Soares de Jesus, natural de Imbituba/SC, estudante do curso de graduação em Geografia na UFSC e futuro geógrafo e professor. Criei este blog ainda no Ensino Médio, em meados de 2013, com o objetivo de compartilhar e democratizar o conhecimento geográfico, desde o campo físico até o campo humano, permitindo seu acesso de maneira clara e descomplicada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *