Domínios Morfoclimáticos: Amazônico, Cerrado, Mares de Morros, Caatinga, Araucária e Pradarias

Os Domínios Morfoclimáticos (morfo = relevo) são uma classificação da paisagem natural brasileira elaborada pelo geógrafo Aziz Ab’Saber na década de 1960.

Este tipo de classificação busca reconhecer regiões – aqui chamadas de domínios – que tragam certa homogeneidade em sua paisagem natural. Utilizou-se como critério de cruzamento dois fatores: o relevo e o clima.

Assim, foram definidos seis domínios morfoclimáticos no Brasil. São eles:

Domínio amazônico: Fator morfológico – terras baixas; Fator climático: equatorial, com florestas equatoriais.

Domínio do cerrado: Fator morfológico – chapadões interiores; Fator climático – tropical continental, com cerrados e matas de galeria.

Domínio dos mares de morros: Fator morfológico – mares de morros/ áreas mamelonares, com pequenas elevações arredondadas (mamelões); Fator climático – tropical atlântico florestado.

Domínio da caatinga: Fator morfológico – depressões intermontanas e interplanálticas; Fator climático – semi-árido.

Domínio da araucária: Fator morfológico – planaltos; Fator climático – subtropical, com araucárias.

Domínio das pradarias: Fator morfológico – coxilhas (colinas de elevação variada coberta por campos); Fator climático – subtropical com pradarias mistas.

Assim:

Quadro-resumo: Domínios Morfoclimáticos

Dentre os domínios, existem áreas de transição, cujo aspecto morfoclimático é de transição entre dois ou mais domínios.

O conceito de Domínio Morfoclimático dista do concento de Bioma pois, enquanto o primeiro se refere a totalidade dos elementos do espaço, como fauna e vegetação, inclusive aquática, o segundo limita-se a aspectos terrestres.

Share

Meu nome é Fernando Soares de Jesus, natural de Imbituba/SC, estudante do curso de graduação em Geografia na UFSC e futuro geógrafo e professor. Criei este blog ainda no Ensino Médio, em meados de 2013, com o objetivo de compartilhar e democratizar o conhecimento geográfico, desde o campo físico até o campo humano, permitindo seu acesso de maneira clara e descomplicada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *