Romênia: Características gerais, relevo, clima e hidrografia

Bandeira da Romênia

Características Gerais

Capital: Bucareste;
Área: 238,3 mil km²;
Moeda: Leu;
População: 19,6 milhões de habitantes (2017);
Densidade Demográfica: 93 hab./km²;
PIB: 202,4 milhões;
Idioma: Romeno.

Relevo

O relevo romeno é dividido por duas paisagens fisiogeográficas bem marcadas: as montanhas e terras altas dos Cárpatos e as planícies do Danúbio e do Walachian.

Os Cárpatos são uma cadeia de montanhas que atravessam Tchéquia, Eslováquia, Polônia e Ucrânia, além da Romênia.

Em território romeno, é dividida em Cárpatos Meridionais, Cárpatos Ocidentais e Cárpatos Orientais.

Os Cárpatos Orientais estendem-se da fronteira com a Ucrânia até a região central do país (vale do rio Prahova). Atingem uma altura máxima de 2.300 metros nas Montanhas Rodna.

Os Cárpatos Meridionais, também conhecidos como Alpes da Transilvânia, atravessam a região central do país até a fronteira com a Bulgária e com a Sérvia.

São compostos por rochas vulcânicas e atingem a altitude máxima nas Montanhas Făgăra em 2.500 metros.

Já os Cárpatos Ocidentais compõem uma cadeia descontínua de montanhas em sentido norte-sul cortadas por vales, como o do Rio Bistra.

Localizado entre as cadeias de montanhas mais proeminentes dos Cárpatos, está o Planalto da Transilvânia, com altitude média de 350 metros.

Ainda, ocorrem dois planaltos de importância no país: o Planalto da Moldávia, a nordeste, e o Planalto da Dobruja, a leste, próximo ao Mar Negro.

Já as planícies ocorrem na Romênia no sudeste e no sul.

A planície de Walachian é a principal do país. É onde localiza-se a capital, Bucareste, e também as mais importantes zonas agrícolas da Romênia.

Clima

O clima da Romênia varia entre os climas temperados (tipo C da classificação de Köppen) e continentais e subárticos (tipo D da mesma classificação).

Os climas temperados ocorrem nas planícies do oeste, sul e sudeste do país. Variam entre o clima oceânico (Cfb) e o úmido sub-tropical (Cfa).

Tipos climáticos da Romênia conforme classificação de Köppen. Por Adam Peterson/Wikimedia.

Já os climas continentais, mais frios, ocorrem nas áreas mais altas dos Cárpatos. Variam entre o Clima continental úmido de verão fresco (Dfb), majoritário, e os climas subártico (Dfc) e até clima de Tundra nas regiões de pico.

Temperatura Média na Romênia
Temperatura Média na Romênia

Ainda, na região de Dobruja, ocorre um clima semiárido frio (BSk), com precipitação média anual de 400mm.

Precipitação na Romênia
Precipitação na Romênia

Hidrografia

Os rios da Romênia, em geral, nascem nas maiores altitudes dos Cárpatos e desembocam no Rio Danúbio, na fronteira com a Hungria.

Com 2.850 km de comprimento, o Rio Danúbio é o segundo maior da Europa.

Nasce na Floresta Negra, na Alemanha, e corta Áustria, Eslováquia (onde atravessa a mancha urbana da capital, Bratislava), Hungria (onde corta Budapeste), Croácia, Sérvia (passa pela capital, Belgrado), Bulgária, Moldávia e Ucrânia, além da Romênia. Tem sua foz no Mar Negro.

Rio Danúbio
Rio Danúbio. Wikimedia.

O maior tributário do Danúbio que corta porção considerável do território romeno é o Rio Prut.

O Rio Prut tem 953 km de comprimento e nasce nos Cárpatos ucranianos, compondo a fronteira entre Romênia e Moldávia até sua foz no Danúbio na altura da cidade de Galați.

Rio Prut
Rio Prut. Wikimedia.

O Rio Mureș tem 789 km de comprimento e nasce nos Cárpatos Orientais e segue em sentido leste, até desaguar no rio Tisza, na Hungria.

O Rio Siret tem 706 km de extensão, nascendo nos Cárpatos ucranianos e desaguando nas proximidades da cidade de Galați.

Por fim, o Rio Olt, de grande importância por cortar a região central do país, nasce nos Cárpatos Orientais, nas montanhas Hășmaș, desaguando no Danúbio. Tem 615 km de extensão.

Rio Olt
Rio Olt. Wikimedia.

Os rios romenos apresentam grande potencial hidrelétrico, embora a maior parte dele encontra-se ainda inexplorado pela insuficiência técnica.

Share

Meu nome é Fernando Soares de Jesus, natural de Imbituba/SC, estudante do curso de graduação em Geografia na UFSC e futuro geógrafo e professor. Criei este blog ainda no Ensino Médio, em meados de 2013, com o objetivo de compartilhar e democratizar o conhecimento geográfico, desde o campo físico até o campo humano, permitindo seu acesso de maneira clara e descomplicada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *