De onde vem o brilho da lua?


A lua e seus "mistérios enigmáticos" sempre serviram como plano de fundo para muitas cartas de amor, filmes melosos e poesias dramáticas... Quem nunca se deparou com uma história contando sobre a beleza deste satélite natural? Ou quem nunca se pegou cantarolando "Tá vendo aquela lua que brilha lá no céu"? Epa! Pera aí? Se a lua é um satélite natural, como que "ela brilha lá no céu", já que não tem luz própria?

Começamos essa matéria de forma descontraída, claro que aqui não iremos discutir se tal música é ou não coerente, mas podemos perceber o equívoco que nós cometemos no nosso dia-a-dia.

Logo, sendo a lua um satélite natural, não é capaz que ter luz própria. Porém, sabemos que nosso universo traz uma grande estrela: o sol. Esta é a resposta, já que a lua funciona no espaço como um "espelho" de luz, sendo assim, o que vemos nas noites é apenas a luz solar, que em contato com a superfície da lua, reflete seu brilho para Terra.


Em termos mais astronômicos, qualquer coisa que está no espeço, tendo uma temperatura acima do zero absoluto (cerca de -273,15° Celsius, são os corpos negros, que retém toda radiação) reproduz a irradiação do sol, inclusive o nosso planeta.

As fases da lua, por exemplo, dependem da posição do sol, já que a parte que nós vemos do satélite nada mais é que a parte do território lunar que está sendo iluminado.

Então, agora já sabe que o que você vê na noite trata-se não do brilho da lua, e sim do brilho do sol refletido nela.





Fernando Soares
Fernando Soares

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »