Circulação de ar: áreas de ciclone e anticiclone


A atmosfera do nosso planeta é constituída de muitos gases indispensáveis para a vida na Terra, como o nitrogênio e o oxigênio. Como sabemos em senso comum, tais gases estão em constante movimento.

Indo para um sentido mais ambíguo, o vento, por exemplo, nada mais é que o movimento do ar. Mas você já parou para pensar como acontece este movimento, isto é, como as massas de ar mudam de posição na atmosfera?

É aí que entra um importante fator que será abordado nesse artigo: a pressão atmosférica. É ela a responsável pelo movimento do ar, já que pode ser conceituada como "pressão que o ar da atmosfera exerce sobre a superfície do planeta [Info Escola]".

Em outras palavras, a circulação do ar no espaço em que vivemos depende das zonas climáticas da Terra, que relacionam-se tanto com a altitude, tanto com a relação da inclinação do nosso planeta quando ao sol.

Por causa deste fator (temperatura), criam-se em nosso planeta áreas de alta (mais frias) e baixa (mais quentes) pressão. Como já devemos ter escutado nas aulas de química, o ar, em temperaturas mais baixas, tem a propriedade de ser mais pesado e dispersar-se pela atmosfera, indo até as regiões mais quentes, de baixa pressão


Ou seja, áreas de alta pressão (dispersam ventos) são chamadas de áreas anticiclonais e as áreas de baixa pressão (recebem ventos), de ar mais leve, são chamadas de ciclonais.

Área de ciclone e anticiclone

MONÇÕES

Um importante fenômeno que ocorre por conta da circulação de ar são as monções. Novamente apelando para as aulas de química, sabemos que a terra tem a capacidade de aquecer-se mais rápido que a água, que por sua vez demora mais para perder o calor. Por causa destas propriedades, ocorre, principalmente na região do sul da Ásia (Índia) as chamadas monções.

As monções ocorrem por conta que, enquanto no inverno as regiões montanhosas da Índia são regiões de alta pressão, as massas de ar frias se dispersam para o oceano, geralmente secas e frias, empurrando a umidade e causando uma grande estiagem. Já no verão, por conta da água do mar estar mais resfriada, o Oceano Índico torna-se uma região de alta pressão, isto é, dispersa ventos. A massa de ar fria, sendo levada ao continente mais úmida, despeja intensas chuvas na região, causando muitas enchentes.

Em outras palavras, pode-se dizer que toda estas região da Ásia e também a Oceania sofrem grande influência das monções em seu clima.





Fernando Soares
Fernando Soares

Próximo
« Prev Post
Anterior
Next Post »